> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Café Cultural
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Boa noite
Domingo , 23 de Novembro de 2014
 
>> 20 de Novembro - Dia da Consciência Negra




O artigo 215 da Constituição Federal de 1998 assegura que o "Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais populares, indígenas e afro-brasileiras, e de outros grupos participantes do processo civilizatório nacional".

Os textos abaixo focalizam diferentes formas de discriminação e preconceito. Parte do material apresenta informações e reflexões que contribuem para o conhecimento da origem das divergências entre povos e raças no Brasil e relatam o processo de introdução da escravidão até a abolição. Alguns focalizam, também, experiências educacionais sobre o tema e apresentam atividades  desenvolvidas por professores em sala de aula.




   Links
Contra a discriminação
Em comemoração ao Dia da Consciência Negra, celebrado no dia 20 de novembro, a Defensoria Pública do Estado de São Paulo começou a distribuir uma cartilha para informar a população sobre seus direitos e providências a serem tomadas em casos de discriminação, racismo ou preconceito. Elaborada pelo Núcleo de Especializado de Combate a Discriminação, Racismo e Preconceito da Defensoria, a cartilha explica o que é o direito à igualdade, previsto pela Constituição Federal, bem como o direito à diferença, que é a possibilidade de todos viverem segundo sua própria cultura e suas características pessoais, sem discriminação.

http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/
0,,MUL1384420-5605,00.html
África negra (colonização, escravidão e independência)
Conta a história do tráfico de escravos, da colonização e da luta pela abolição da escravatura. Tem também informações de países, líderes e movimentos africanos.

http://www.terra.com.br/voltaire/mundo/africa4.htm
Campanha abolicionista
Informações sobre os interesses e os fatos que resultaram na abolição dos escravos.

http://educaterra.terra.com.br/voltaire/brasil/2004/11/16/001.htm
Zumbi
Contém a biografia do líder negro Zumbi, a história dos primeiros quilombos, do tráfico negreiro e da abolição da escravatura.

http://www.zbi.vilabol.uol.com.br
Documentos da Organização Internacional do Trabalho - OIT
Página do site da Biblioteca Virtual de Direitos Humanos da USP, que apresenta documentos da Organização Internacional do Trabalho. Abordam assuntos como justiça, discriminação e trabalho.

http://www.direitoshumanos.usp.br/counter/Oit/OIT.html
Portal Palmares
A Fundação Cultural Palmares é uma entidade pública vinculada ao Ministério da Cultura, que busca a preservação da cultura afro-brasileira. No site há publicações, legislação, indicação para outros sites e informações de projetos.

http://www.palmares.gov.br
Racismo nas escolas
Apresenta exemplos de discriminação racial no cotidiano escolar e também as ações do Ministério da Educação para combatê-la.

http://www.fundaj.gov.br/tpd/147.html
Racismo made in Brazil
Artigo sobre a origem do preconceito racial no Brasil. Estabelece comparações com a cultura e a discriminação que ocorre em outros países.

http://ruibebiano.net/zonanon/actual/lcl021211.htm
Diversidade cultural e fracasso escolar
Texto que introduz uma reflexão sobre as diferenças culturais, a discriminação e o fracasso escolar.

http://www.mulheresnegras.org/azoilda.html
Educação e diversidade cultural: refletindo sobre as diferentes presenças na escola
Este artigo coloca em debate as diferenças encontradas na escola, já que é um espaço socio-cultural onde há culturas diversas.

http://www.mulheresnegras.org/nilma.html
A Revolta dos males
Apresenta a revolta ocorrida em Salvador na Bahia em 1835, na qual negros muçulmanos que liam e escreviam no idioma árabe, se insurgiram contra a escravidão e a imposição da religião católica.

http://www.smec.salvador.ba.gov.br/documentos/a-revolta-dos-males.pdf



   Reportagens
O Brasil Negro
Reportagem da revista Com Ciência, editada pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, SBPC.

http://www.crmariocovas.sp.gov.br/grp_l.php?t=002
Mundo Negro
O maior portal da comunidade afro-brasileira, com artigos, notícias, agenda, cultura e educação.

www.mundonegro.com.br
A mulher trabalhadora é o negro de saias
Neste artigo, Gilberto Dimenstein aborda a questão da discriminação por parte do mercado de trabalho brasileiro em relação às mulheres e aos negros.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/dimenstein/gilberto/gd300400.htm



   Multimídia
Videoconferência
Videoconferência de encerramento do módulo II do “Programa SP: educando pela diferença para a igualdade”. Conta com a participação do professor Valter Silvério, da Universidade Federal de São Carlos. O programa é um curso de formação continuada que trabalha com conceitos de diversidade étnico-racial que busca sensibilizar e capacitar professores para a discussão da questão racial no currículo escolar, mostrando a história e a cultura africanas.

http://media.rededosaber.sp.gov.br//CENP/Streaming00000093.wmv



   Eventos

Exposição África em Nós

A Secretaria de Cultura (SEC) está no Museu Afro Brasil com a exposição África em Nós com as imagens vencedoras da campanha fotográfica de mesmo nome (www.africaemnos.com.br), promovida de junho a setembro deste ano pela pasta. As ampliações das fotos, que retratam a influência africana no cotidiano brasileiro, também serão coladas nas janelas do museu, no Parque do Ibirapuera.
Período: até 6 de janeiro de 2010
Funcionamento do museu: de terça a domingo, das 10 às 17 horas (permanência até as 18 horas)
Informações e Agendamento: 11 5579-0593
Estacionamento: Portão 3 (Zona Azul)
Entrada: Grátis
http://www.museuafrobrasil.com.br

Seminário: Inclusão e exclusão dos negros nos EUA e no Brasil

Promovido pelo Museu Afro Brasil, com o apoio do governo do Estado de São Paulo. Especialistas, pesquisadores e personalidades dos dois países discutirão os processos de inclusão e exclusão da população negra numa perspectiva comparativa nos âmbitos da justiça, políticas públicas, educação e arte e cultura.
Período: 23 a 25 de novembro, das 18h30 às 22h30
Inscrições: gratuitas, por e-mail Informações: (11) 5579-0593
http://www.museuafrobrasil.com.br
seminario@museuafrobrasil.com.br




   Livros

A ABOLIÇÃO - Emília Viotti da Costa
Editora UNESP - 2008
O livro aborda o processo de luta pela abolição da escravidão no Brasil e desmistifica a imagem da abolição como doação da princesa Isabel em 1888 - não como exigência de um sistema de produção. A autora relata os diversos momentos, personagens e aspectos do processo abolicionista que libertou os brancos do fardo da escravidão e abandonou os negros à sua própria sorte.

DA SENZALA À COLÔNIA - Emília Viotti da Costa
Cia das Letras - 1998
Referência fundamental para o desvendamento dos traços constitutivos da nacionalidade. A autora centra sua análise no período em que se dá o trânsito do trabalho escravo para o trabalho livre. Partindo de um exaustivo rastreio de fontes primárias, ela analisa as particularidades do período colonial a partir de suas conexões com a expansão cafeeira.

COROAS DE GLÓRIA, LÁGRIMAS DE SANGUE - Emília Viotti da Costa
Cia das Letras - 1998
A autora reconstrói uma das maiores revoltas de escravos ocorrida na Guiana Inglesa em 1823: escravos que demandam seus direitos, senhores ciosos de seus privilégios, missionários dilacerados entre seus deveres de brancos e suas obrigações de cristãos.

LIBERDADE POR UM FIO - História dos Quilombos no Brasil - João José Reis e Flávio dos Santos Gomes (Organizadores)
Cia das Letras -1996
O livro é uma reunião de artigos de vários autores sobre quilombos situados em diversos locais do Brasil, desde os menos conhecidos, até o de Palmares que é revisitado sob várias perspectivas.

NA SENZALA UMA FLOR – Roberto W. Slenes
Nova Fronteira – 1999
O autor apresenta nesta obra o resultado de uma pesquisa sobre a vida afetiva, sexual, cultural e material dos escravos africanos e seus descendentes, tendo como contraponto versões do século XIX sobre esse tema, que apresentavam a família dos escravos no Brasil de maneira enviesada e preconceituosa.

RETRATO EM BRANCO E NEGRO – Jornais, escravos e cidadãos em São Paulo no final do século XIX - Lilia Moritz Schwarcz
Cia das Letras -1987
Neste livro a autora analisa a imagem dos negros veiculada na imprensa paulistana nas últimas décadas do século XIX (1870-1900), articulando uma visão antropológica à pesquisa histórica.

O NEGRO DA CHIBATA – O marinheiro que colocou a República na mira dos canhões – Fernando Granato
Objetiva, 2000
O autor apresenta um relato do dia-a-dia da Revolta da Chibata, em 1910, destacando as repercussões políticas, os atos considerados heróicos, as investidas cruéis e os dramas pessoais dos personagens envolvidos, em especial do líder João Cândido.

O ABOLICIONISMO – Joaquim Nabuco
Nova Fronteira – 6ª Ed., 1999
Publicada pela primeira vez em 1883, esta obra é considerada fundamental para o conhecimento da doutrina abolicionista e como um verdadeiro diagnóstico das mazelas da sociedade brasileira da época. O autor apresenta uma crítica contra a escravidão e denúncias contra a sociedade da época, incluindo a Igreja Católica Romana. Para Evaldo Cabral de Mello, O Abolicionismo foi um dos textos fundadores da sociologia brasileira.

DIVERSIDADE – Tatiana Belinky
Quinteto Editorial – 1999
Voltada em especial para o público infantil, com ilustrações de FÊ e textos em forma de poesia, a autora destaca diferenças entre as pessoas e enfatiza que não há um único jeito de ser. Mas, diz ela, não basta reconhecer que as pessoas são diferentes, é preciso respeitar as diferenças.




   Filmes
A ÚLTIMA CEIA
Dir. Tomás Gutierrez Alea- 1976
Filme cubano que discute o choque de classes e as bases materiais e ideológicas do processo revolucionário.

O FIO DA MÉMORIA
Dir. Eduardo Coutinho - 1991
Gabriel Joaquim do Santos, que construiu a Casa da Flor, feita de restos de obras e fragmentos retirados do lixo, em São Pedro da Aldeia, no interior fluminense é o fio condutor do filme. À vida de Gabriel, trabalhador de salina e artista semi-analfabeto, são relacionados outros temas e personagens procurando condensar em situações do presente, a experiência negra no Brasil,sobretudo na religião e na música. Destaca a realidade do racismo, responsável pela perda de identidade étnica e marginalização de boa parte dos cerca de 60 milhões de brasileiros de origem africana.

ATLÂNTICO NEGRO: NA ROTA DOS ORIXÁS
Dir. Renato Barbieri - 1998
O filme mostra a origem das raízes da cultura jêje-nagô em terreiros de Salvador, que deu origem ao candomblé, e do Maranhão, onde a mesma influência gerou o Tambor de Minas. Apresenta, também, descendentes de escravos baianos que moram em Benin, país africano que mantém tradições do século passado.

BESOURO: DA CAPOEIRA NASCE UM HERÓI
Dir. João Daniel Tikhomiroff, 2009
Filme inspirado em fatos reais, no qual um menino negro que, ao se identificar com o inseto (besouro) que desafia as leis da Física, desafia ele mesmo as leis do preconceito e da opressão. Tendo como cenário o Recôncavo Baiano, a história se passa nos anos 1920.



   Obras do acervo do CRE

BENTO, Maria Aparecida Silva. Cidadania em preto e banco . São Paulo: Ática, 2003.

BORGES, Edson, MEDEIROS, Carlos Alberto, D'ADESKY, Jacques. Racismo, preconceito e intolerância . São Paulo: Atual, 2002.

CARNEIRO, Maria Luíza Tucci. O racismo na história do Brasil: mito e realidade . São Paulo: Ática, 2000.

CAVALLEIRO, Eliane. Do silêncio do lar ao silêncio escolar . São Paulo: Contexto, 2003.

ETZEL, Eduardo. Escravidão negra e branca: o passado através do presente. São Paulo: GLOBAL, 1976.

FLORENTINO, Manolo; GOES, José Roberto. A paz das senzalas: famílias escravas e tráfico atlântico. Rio de Janeiro, c. 1790 - c. 1850. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1997.

FREITAS, Décio. Palmares: a guerra dos escravos . Rio de Janeiro: Graal, 1990.

FUNDAÇÃO DE ASSISTÊNCIA AO ESTUDANTE - INSTITUTO DE RECURSOS HUMANOS JOÃO PINHEIRO. Educação e discriminação dos negros . Belo Horizonte: IRHJP, 1988.

GOMES, Heloisa Toller. O negro e o romantismo brasileiro . São Paulo: Atual, 1988.

GORENDER, Jacob. O escravismo colonial . São Paulo: Ática, 1992.

GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Preconceito e discriminação: queixas de ofensas e tratamento desigual dos negros no Brasil . Editora 34, FUSP, 2004.

___________ HUNTLEY, Lynn (Org.). Tirando a máscara: ensaios sobre o racismo no Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

HERNANDES, Leila Leite. África na sala de aula – visita à história contemporânea . 2ª Ed., São Paulo: Selo Negro, 2008.

HEYWOOD, Linda M. (Org.). Diáspora negra no Brasil . São Paulo: Contexto, 2008.

IANNI, Octavio. Escravidão e racismo . São Paulo: Hucitec, 1978.

___________ Raças e classes sociais no Brasil . São Paulo: Brasiliense, 1987.

JOÃO Evangelista Martins Terra, Padre, S. J. O negro e a igreja . São Paulo: Loiola, 1988.

LARA, Silvia Hunold. Campos da violência: escravos e senhores na capitania. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

LOPES, Nei. Enciclopédia brasileira da diáspora africana . São Paulo: Selo Negro, 2004.

MAESTRI FILHO, Mário. A servidão negra . Porto Alegre: Mercado Aberto, 1988.

MARTINS, José de Souza. O cativeiro da terra . São Paulo: Hucitec, 1990.

MARTINS, Pedro. Anjos de cara suja: etnografia da comunidade cafusa . Petrópolis: Vozes, 1995.

MATOS, Maria Zilá Teixeira de. Bonecas negras, cadê?: o negro no currículo escolar; sugestões práticas . Belo Horizonte: Mazza, 2004.

MATTOS, Hebe Maria. Das cores do silêncio: os significados da liberdade no sudeste escravista Brasil século XIX . Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1998.

MONTEIRO, John Manuel. Negros da terra: índios e bandeirantes nas origens de São Paulo. São Paulo: Shwarce, 1995.

MONTENEGRO, Antônio Torres. Abolição . São Paulo: Ática, 1988.

MOTT, Maria Lúcia de Barros. Submissão e resistência: a mulher na luta contra a escravidão. São Paulo: Contexto, 1988.

MOURA, Clóvis. Quilombos: resistência ao escravismo . São Paulo: Ática, 1989.

____________ Brasil: raízes do protesto negro . São Paulo: Global, 1983.

____________ Dialética radical do Brasil negro . São Paulo: Anita, 1994.

_____________ As injustiças de Clio: o negro na historiografia brasileira . Belo Horizonte: Oficina de Livros, 1990.

NABUCO, Joaquim. O Abolicionismo . 6ª Ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

___________ ; Leonardo Dantas Silva (Comp.e Organização). A escravidão . Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

NEGRÃO, Esmeralda Vailati, PINTO, Regina Pahim. De olho no preconceito; um guia para professores sobre racismo em livros para crianças . São Paulo: FCC, 1990.

OLIVEIRA, Ivone Martins de. Preconceito e autoconceito: identidade e interação na sala de aula . Campinas: Papirus, 1994.

GILROY, Paul. O atlântico negro . Tradução de Cid Knipel Moreira. São Paulo: Editora 34, 2001.

RAMOS, Artur. As culturas negras no novo mundo . São Paulo: Nacional, 1979.

RAMOS, Ítalo (Coord.). A luta contra o racismo na rede escolar . São Paulo: FDE, 1995. (Idéias, 27).

REIS, João José, GOMES, Flávio dos Santos (Org.). Liberdade por um fio: história dos quilombos no Brasil . São Paulo: Cia. Das Letras, 1996.

SANTOS, Joel Rufino dos. O que é racismo . São Paulo: Brasiliense, 1991 (Primeiros passos).

SÃO PAULO (Estado) Secretaria de Educação. Grupo de Trabalho para Assuntos Afro-Brasileiros. Salve 13 de maio?: escola, espaço de luta contra a discriminação . São Paulo: SE, 1988.

SILVA JR., Hédio. Discriminação racial nas escolas: entre a lei e as práticas sociais . Brasília: UNESCO, 2002.

SOUZA, Marina de Melo. África e o Brasil Africano . 2ª Ed., São Paulo: Ática, 2007.

TURRA, Cleusa, VENTURI, Gustavo (ORG.). Racismo cordial: a mais completa análise sobre o preconceito de cor no Brasil . São Paulo: Ática, 1995.

VENTURA, Nancy Caruso. Negro: reconstruindo nossa história . São Paulo: Nova America, 2003.

VOGT, Carlos, FRY, Peter. Cafundó: a África no Brasil; linguagem e sociedade. Campinas: UNICAMP e Cia. Das Letras, 1996.

WISSENBACH, Maria Cristina Cortez. Sonhos africanos, vivências ladinas: escravos e forros em São Paulo; 1850 – 1880 . São Paulo: Hucitec, 1998.



Veja também:

:: Ambiente de Convivência ::