> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Café Cultural
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Bom dia
Sábado , 19 de Abril de 2014
 
>> II Jornada de Matemática - 2008

BIBLIOGRAFIA

As referências bibliográficas que constam dos Módulos 1 e 2 da Publicação Digital "Jornada de Matemática” integram o acervo da Biblioteca do Centro de Referência em Educação Mario Covas e estão disponíveis para consulta e empréstimo. São livros sobre cálculos e resolução de problemas matemáticos que podem subsidiar o trabalho dos educadores participantes da Jornada.



  ::: MÓDULOS 1 e 2 :::
Título: Aprender matemática resolvendo problemas
Autoria: MARINCEK, Vânia (Coord.)
Local e Editora: Porto Alegre: Artmed
Data de Publicação: 2001
Série: Cadernos da Escola da Vila, 5
Resumo: A série “Cadernos da Escola da Vila” tem como propósito a reunião de  relatórios de atividades em classes de educação infantil e do 1º. Ciclo do ensino fundamental e textos de reflexão metodológica, de origens diversas, relacionados ao trabalho dos orientadores e professores, e às definições curriculares.
O Caderno nº 5 é dedicado à área de Matemática, mais especificamente, às situações de resolução de problemas. Apresenta trechos de relatórios de professores que exemplificam a forma como o trabalho pode ser desenvolvido. Esses exemplos se complementam com um texto inicial que trata da resolução de problemas e do papel do professor à luz das contribuições da didática da matemática.

Título: A arte de resolver problemas: um novo aspecto do método matemático
Autoria: POLYA, G.
Local e Editora: Rio de Janeiro: Interciência
Data de Publicação: 1978
Resumo: Uma grande descoberta resolve um grande problema, mas há sempre uma pitada de descoberta na resolução de qualquer problema. O problema pode ser modesto, mas se ele desafiar a curiosidade e puser em jogo as faculdades investidas, quem o resolver por seus próprios meios, experimentará a tensão e gozará o triunfo da descoberta. Experiências tais, numa idade susceptível, poderão gerar o gosto pelo trabalho mental e deixar, por toda a vida, a sua marca na mente e no caráter.

Título: Atividades matemáticas: 4ª série do 1º grau.
Autoria: SÃO PAULO (Estado) Secretaria da Educação. Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas
Local e Editora: São Paulo: SE/CENP
Data de Publicação: 1990
Série: CENP publicações, 389
Resumo: Traz sugestões de atividades através das quais os alunos têm oportunidade de formar conceitos matemáticos experimentando, discutindo e tirando conclusões. Os temas dessas atividades abrangem todos os conteúdos sugeridos na Proposta Curricular e foram desenvolvidos com a preocupação de garantir a continuidade dos mesmos, de uma série para outra, bem como sua profundidade e abrangência.

Título: O diabo dos números: um livro de cabeceira para todos aqueles que têm medo de matemática
Autoria: ENZENSBERGER, Hans Magnus
Local e Editora: São Paulo: Companhia das Letras
Data de Publicação: 1997Resumo: Livro de ficção que enfoca o medo que os números podem provocar nas pessoas – o medo da matemática, que às vezes toma conta das pessoas assim que colocamos o pé na escola pela primeira vez. A obra combate esse medo usando as letras como arma, isto é, “traduzindo” o pensamento matemático para “língua de gente” Nos seus diálogos o personagem principal aprende a conversar  sobre os números, e de conversa em conversa descobre que eles são um grande assunto, desses que dá vontade de falar durante horas e horas.

Título: Didática da matemática: reflexões psicopedagógicas
Autoria: PARRA, Cecília; SAIZ, Irmã (Orgs.)
Local e Editora: Porto Alegre: Artes Médicas
Data de Publicação: 1996
Resumo:  Aborda: reflexões sobre qual é a matemática que deve ser ensinada na educação básica obrigatória; aspectos relativos ao desenvolvimento da didática da matemática no mundo; análise da situação atual do ensino e da aprendizagem de conteúdos importantes da escola primária; propostas didáticas que, ao mesmo tempo que pretendem dar ao aluno oportunidade de colocar em jogo suas conceitualizações, suas reflexões e seus questionamentos, outorgam um papel fundamental ao professor, que assume a responsabilidade social de conseguir mais e melhor conhecimento para todas as crianças.

Título: Didática da resolução de problemas de matemática: 1ª e 5ª série.
Autoria: DANTE, Luiz Roberto
Edição: 12. ed.
Local e Editora: São Paulo: Ática
Data de Publicação: 2003
Resumo: Propõe a discussão dos fatores que atuam negativamente no aprendizado da matemática. Classifica os vários tipos de problemas que se apresentam e mostra as etapas envolvidas na sua resolução.

Título: Experiências matemáticas: 5ª série
Autoria: SÃO PAULO (Estado) Secretaria da Educação. Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas
Local e Editora: São Paulo: SE/CENP
Data de Publicação: 1994
Série: CENP publicações, 445
Resumo: Traz sugestões de atividades que podem contribuir para a avaliação de um trabalho em sala de aula em que o aluno se engaja no processo de produção matemática, visando: relacionar observações do mundo real a representações (tabelas, figuras, esquemas); relacionar estas representações a uma atividade matemática e a conceitos.
O documento parte do princípio de que no ensino fundamental a Matemática é necessária ao aluno como ferramenta básica para que ele possa resolver situações da vida diária, compreender melhor o próprio ambiente para comunicar idéias e mesmo para entender melhor assuntos de outras áreas.

Título: Jogos de matemática; de 1º. a 5º. ano
Autoria: SMOLE, Kátia; DINIZ, Maria Ignes; CÂNDIDO, Patrícia.   
Local e Editora: Porto Alegre: Artmed
Data de Publicação: 2007
Série: Cadernos do Mathema
Resumo: Apresenta de forma organizada algumas das muitas idéias e estudos sobre recursos, como jogos e calculadoras, ou sobre temas que fazem parte do currículo de matemática, como operações, frações, geometria e medidas. Os temas escolhidos para cada caderno são variados, abordados de forma independente uns dos outros e guardam entre si a relação de dois pressupostos básicos: a perspectiva metodológica da resolução de problemas e a preocupação de fazer uso dos processos de comunicação nas aulas de matemática, visando desenvolver a leitura e a escrita em matemática como habilidades indispensáveis no ensino e na aprendizagem dessa disciplina. Em Jogos de matemática de 1º a 5º ano é sugerido em cada capítulo o ano em que a atividade deve ser aplicada, facilitando ao professor a sua utilização em sala de aula.

Título: A matemática na escola: aqui e agora
Autoria: ZUNINO, Delia Lerner de
Edição: 2. ed. 
Local e Editora: Porto Alegre: Artes Médicas
Data de Publicação: 1995
Resumo: Traz resultados de uma investigação pedagógica realizada em escolas públicas, localizadas em diferentes distritos de Caracas e Miranda (Venezuela). A amostra foi constituída por 90 crianças de 1ª, 3ª e 5ª série. Foram realizadas entrevistas dirigidas para conhecer a posição de crianças, professores e pais em relação às diferentes questões relacionadas com o ensino da matemática.

Título: Na vida dez, na escola zero
Autoria: CARRAHER, Terezinha; SCHLIEMANN, Analúcia; CARRAHER, David
Edição: 10. ed.
Local e Editora: São Paulo: Cortez
Data de Publicação: 1995
Resumo: Analisa a matemática na vida diária entre jovens e trabalhadores que, na maioria das vezes, não aprenderam na escola o suficiente para resolver os problemas que resolvem no dia-a-dia. O contraste entre a matemática de rua e a da escola descrito nos estudos deste documento traz aos profissionais e a todos que quiserem descobrir porque algumas pessoas são capazes de resolver tão rapidamente contas de cabeça enquanto outras ficam tentando fazer a mesma coisa no lápis e papel.

Título: Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática; primeira a quarta séries
Autoria: BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental
Local e Editora: Brasília: MEC/SEF
Data de Publicação: 1997
Resumo: Apresenta na primeira parte os princípios norteadores, uma breve trajetória das reformas e o quadro atual de ensino da disciplina, análise das características da área e do papel que ela desempenha no currículo escolar. Também trata das relações entre o saber, o aluno e o professor, indica alguns caminhos para “fazer matemática” na sala de aula, destaca os objetivos gerais para o ensino fundamental, apresenta blocos de conteúdos e discute aspectos da avaliação.
Na segunda parte trata dos aspectos ligados ao ensino e à aprendizagem de Matemática para as quatro primeiras séries do ensino fundamental. Os objetivos gerais são dimensionados em objetivos específicos para cada ciclo, da mesma forma os blocos de conteúdos, critérios de avaliação e algumas orientações didáticas.

Título: Proposta curricular para o ensino de Matemática: primeiro grau
Autoria: SÃO PAULO (Estado) Secretaria da Educação. Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas
Edição: 4. ed.
Local e Editora: São Paulo: SE/CENP
Data de Publicação: 1991
Série: CENP publicações, 306
Resumo: Traz a proposta curricular de Matemática do 1º grau , do Estado de São Paulo. Os conteúdos são apresentados seriadamente, possibilitando ao professor tratar os temas de matemática com mais autonomia, respeitando assim ritmos individuais e processos de maturação. Traz também algumas considerações gerais sobre: o lugar da Matemática no currículo; os conteúdos e a abordagem; a matemática e a linguagem; a extensão dos programas; a estruturação da proposta curricular de matemática.