> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Boa tarde
Sexta-Feira , 25 de Maio de 2018
>> Leitura e Literatura
   
 
A formação do professor e a literatura infanto-juvenil

Marisa Lajolo


A autora relaciona a questão da literatura e seus usos educacionais com a formação do professor de língua materna.
Enumera os conteúdos considerados fundamentais para a formação deste profissional e analisa a construção histórica dos conceitos de criança e jovem.

Clique aqui para ler o texto na íntegra. Para isso você precisa ter o programa Acrobat Reader. Para instalá-lo, clique aqui.

"No que respeita especificamente à literatura infanto-juvenil, não me parece que a inclusão desta disciplina em qualquer currículo comprometido com a formação de professores de qualquer grau seja, isoladamente uma solução. Não há varinhas de condão, muito embora, recentemente, a literatura infantil (talvez por falar tanto de fadas...) pareça querer atribuir-se a função de resolver os problemas de leitura da escola brasileira."

"Tanto a criança à qual se destina a literatura infantil é uma construção, quanto o jovem ao qual se destina a literatura juvenil é outra construção, igualmente social. E, como construção social resultante, tanto o infantil de uma quanto o juvenil de outra são conceitos móveis: o que é literatura infantil, para um determinado contexto, pode ser juvenil para outro, e vice-versa, infinitamente..."

Publicação: Série Idéias n.5. São Paulo: FDE, 1988.
Páginas: 29-34

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





 Download do      arquivo

Clique aqui para baixar o Acrobat Reader