> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Bom dia
Sexta-Feira , 07 de Outubro de 2022
>> Notícias
   
 
Hidratante e filtro solar incorretos levam à acne


Folha de São Paulo 22-09-09

Hidratante e filtro solar incorretos levam à acne em adultos

MARY PERSIA
da Folha Online

O uso de produtos inadequados está estendendo aos adultos uma queixa comum na adolescência. A acne, geralmente vinculada ao descontrole hormonal e de oleosidade dos jovens, também tem sido provocada por hidratantes e protetores solares nas peles mais maduras.

"Esses produtos podem induzir à acne medicamentosa, mantendo o problema em uma faixa etária em que não deveria mais existir", afirma Omar Lupi, presidente da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia).

A famosa espinha é o problema de pele mais citado pelos brasileiros, segundo pesquisa do projeto DermaBrasil, divulgada hoje. Das 1.500 pessoas ouvidas em 11 cidades brasileiras, 56,4% afirmaram que têm ou já tiveram espinhas.

Uso de creme anti-idade em SP é o dobro do registrado no Rio

Segundo Lupi, boa parte dos casos pode ser explicada por outros dados da pesquisa que refletem a autoindicação de produtos. Das pessoas que usam filtro solar, apenas 18,4% o fazem com indicação médica. E o percentual é bem menor para hidratantes corporais (4,1%) e hidratantes faciais (6,9%).

"Quem se automedica para filtro solar pensa no preço, mas é preciso que o produto seja adequado à pele --e não é apenas uma questão de cor", diz o dermatologista. A oleosidade do produto, que pode ser em creme, loção ou gel, deve ser considerada, assim como o fator de proteção. "Os fatores mais altos tendem a ser mais oleosos."

Proteção diária

A pesquisa, parceria da SBD com a TheraSkin, mostrou ainda que 38,4% dos brasileiros usam protetor solar --13% o fazem diariamente.

"O número não é ruim. Mesmo nos países mais desenvolvidos o uso correto não é feito", considera Lupi.

O Rio de Janeiro e a região Nordeste são os campeões do uso esporádico. Entre os adeptos dos filtros solares, 71,7% e 64,4%, respectivamente, só passam o produto quando vão à praia e piscina ou em dias de muito sol.

Em todo o país, o fator de proteção 30 é o preferido, eleito por quase metade (48,6%) dos usuários de filtro.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u626990.shtml

Folha de São Paulo

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader