> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Bom dia
Quarta-Feira , 05 de Outubro de 2022
>> Notícias
   
 
Alunos propõem práticas ambientais


Portal do Governo do Estado de São Paulo - 30.10.09

No Jardim Botânico, alunos de escola pública propõem práticas ambientais

Visita de estudantes inclui caminhada, observação de plantas e flores, passeios e debates sobre a biodiversidade

Às 5 horas da manhã, 32 estudantes da 4ª série de uma escola municipal do município de Palestina, região noroeste do Estado, entraram no ônibus com destino ao Jardim Botânico de São Paulo. A visita, que dura cerca de três horas, faz parte do Projeto Criança Ecológica, da Secretaria do Meio Ambiente.

Ao final do passeio pelas alamedas, trilha, jardim e inúmeras informações sobre as plantas, as crianças de Palestina responderam à pergunta: Que atitudes simples e cotidianas adotariam para contribuir para a conservação do meio ambiente? "Jogar lixo no lixo, plantar mais árvores, reflorestar, fechar a torneira enquanto escova os dentes e não usar água da mangueira para lavar a calçada" foram algumas das ações propostas. Para chegar a essa conclusão, elas participaram de diversas atividades pedagógicas.

Na sala das descobertas, as crianças observaram como ocorre a fotossíntese e seu papel na manutenção da vida, a teia alimentar, discutiram sobre a poluição, efeito estufa e aquecimento global e interagiram com painéis lúdicos.

Ao visitar as plantas, ficaram sabendo que uma árvore, o jatobá, ficou à beira da morte porque as pessoas tiraram sua casca para fazer chá, acreditando que a mesma curava doenças. Agora, ela se sustenta com a ajuda de cimento, prática usual dos botânicos para casos como esse, informou a especialista ambiental Patrícia Albino, que acompanhou a visita.

No Jardim dos Sentidos, tocaram em plantas de diversas espécies aromáticas (boldo, alecrim, manjericão, lavanda), cheiraram e exploraram as estruturas florais. Com uma lupa na mão à busca de pistas, Victor Zanetti, 10 anos, queria "observar os detalhes da flor e checar se havia folha podre".

No caminho da trilha da nascente, foram alertados de que atravessariam um fragmento de Mata Atlântica e que deveriam permanecer em silêncio para escutar os sons da natureza (como os dos bugios e pássaros) e sentirem o ambiente, além de verem a diversidade de espécies (samambaias, bromélias). O Jardim Botânico abriga a maior área de remanescente da Mata Atlântica, uma das mais ameaçadas do planeta.

Ao final do passeio, a professora Iraci Simão dos Santos disse que o esforço da viagem compensou "porque os alunos aprenderam na prática o que se discutia na sala de aula". Primeira turma da escola a fazer o passeio, Iraci disse os alunos repassarão aos demais estudantes "tudo o que viram". A professora ainda ganhou material pedagógico sobre o programa. Por sua vez, as crianças levaram para casa um kit (o livro Criança Ecológica: Sou Dessa Turma, adesivos da Turma do Criança Ecológica e bóton da Frida Flor, a heroína do Verde Vivo, espaço do programa no Jardim Botânico).

Sobre o Programa Criança Ecológica

Lançado em março de 2009, o Projeto Criança Ecológica, da Secretaria do Meio Ambiente, integra os 21 projetos ambientais estratégicos. Foi desenvolvido para sensibilizar e despertar nas crianças atitudes capazes de contribuir com a melhoria da qualidade de vida e do meio ambiente.

Serviço

Jardim Botânico de São Paulo: Avenida Miguel Stéfano, 3.687 - Água Funda - São Paulo. Atende a escolas públicas de terça a sexta-feira. Particulares, às sextas-feiras. Agendamento e mais informações sobre o Verde Vivo no site www.criancaecologica.sp.gov.br

Da Agência Imprensa Oficial

http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=205709&c=6

Agência Imprensa Oficial

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader