> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Bom dia
Quarta-Feira , 28 de Setembro de 2022
>> Notícias
   
 
Gripe suína confunde calendário escolar


Folha Online - 17.12.09

Gripe suína confunde calendário escolar


TALITA BEDINELLI
da Folha de S.Paulo
MATHEUS PICHONELLI
RENATA BAPTISTA
da Agência Folha

O adiamento da volta às aulas em agosto, em razão da gripe suína --a gripe H1N1--, causou uma confusão no calendário das escolas neste fim de ano. Enquanto alguns estudantes estão de férias desde o final de novembro, outros terão um presente de Natal nada agradável: farão provas em pleno 24 de dezembro.

Isso aconteceu porque só parte das escolas respeitou a recomendação do Conselho Nacional de Educação, que afirmou que os 200 dias letivos obrigatórios previstos na LDB (Lei de Diretrizes e Bases) deveriam ser respeitados. Outras preferiram seguir recomendações dos conselhos estaduais, que flexibilizaram a reposição.

Em São Paulo, por exemplo, o conselho afirmou que os 200 dias letivos não seriam obrigatórios e que atividades on-line feitas no período do adiamento seriam aceitas como reposição.

Por isso, há casos como o do colégio Bandeirantes (particular da zona sul da capital paulista), onde a maioria dos alunos saiu de férias em 25 de novembro. Além das atividades on-line, a reposição do conteúdo foi feita por meio de remanejamento das semanas de prova. "Se tivéssemos aula até depois do Natal, não seria legal, principalmente para quem faz vestibular", diz Iago Perissinotti, 17, formando da escola.

Mas na escola Móbile (também particular da zona sul), que adiou em duas semanas a volta às aulas, as atividades irão até 22 de dezembro. Apenas uma das duas semanas do adiamento, porém, foi compensada por atividades on-line. Nas últimas semanas de aula, enquanto alguns alunos estão em recuperação, os outros participam de atividades esportivas e culturais --ncluindo a exibição de filmes como "O Diabo Veste Prada" e "Homens de Preto" para estudantes do 6º ano.

A escola diz que essas atividades já estavam programadas desde o início do ano, mas alguns pais reclamam que os alunos perderam em conteúdo.

Nelio Bizzo, da Faculdade de Educação da USP, acredita que os alunos que tiveram atividades on-line como reposição saíram perdendo. "Os 200 dias letivos têm que ser cumpridos. Não se pode transferir atividades feitas em um dia como se valessem por três dias. Encurtar o calendário traz danos."

A rede estadual paulista decidiu seguir a legislação, e as escolas tiveram de fazer as reposições aos sábados. A maioria delas irá até 23 de dezembro.

Outros Estados

O Estado que terá aulas até mais tarde será o Rio Grande do Sul, onde a maioria das escolas deverá encerrar as atividades entre 23 e 30 de dezembro, segundo a Secretaria Estadual da Educação. O calendário sofreu não só com a gripe suína mas também com chuvas que provocaram estragos e com uma greve de professores iniciada anteontem. Algumas escolas podem ter aulas até janeiro.

Em Minas Gerais, alunos terão provas até 24 de dezembro, véspera do Natal. A maioria das escolas adiantou o final do ano letivo com reposições aos sábados e feriados, mas a experiência não funcionou em alguns lugares. Foi o caso da Escola Estadual Alzira Albuquerque, em Belo Horizonte, onde as aulas vão até 22 de dezembro para que os sábados não sejam sacrificados. A diretora, Joyce Gonçalves, diz que houve reposição das aulas apenas em dois sábados, a pedido dos alunos.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u667803.shtml

Agência Folha

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader