> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Bom dia
Sexta-Feira , 07 de Outubro de 2022
>> Notícias
   
 
A concordância verbal quando o sujeito é metade de


Folha Online - 23.02.10

Saiba como fazer a concordância verbal quando o sujeito é "metade de"

da Folha Online

Alguns casos de concordância verbal frequentemente são objeto de dúvida, segundo Thaís Nicoleti, consultora de língua portuguesa do Grupo Folha-UOL.

Ela afirma que quando o núcleo do sujeito é uma expressão partitiva (do tipo "a maioria de" ou "grande parte de") seguida de um termo no plural, o verbo pode ficar no singular ou sofrer a flexão de número. "A maioria dos paulistanos viaja no Carnaval' ou "a maioria dos paulistanos viajam no Carnaval" estão corretas, explica.

No caso de "metade dos homens presentes na reunião ficou satisfeita com as novas medidas", a construção está artificialmente correta, mas, optar pela concordância atrativa torna-se muito mais natural, ficando assim, "metade dos homens presentes na reunião ficaram satisfeitos com as novas medidas".

Nicoleti ressalta que isso ocorre porque o adjetivo é sentido como um atributo do termo concreto, no caso, "homens", não como um atributo do termo que expressa a abstração numérica (no caso, "metade").

http://www1.folha.uol.com.br/folha/podcasts/ult10065u693434.shtml

Folha Online

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader