> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Boa noite
Domingo , 25 de Setembro de 2022
>> Notícias
   
 
A antiga escola moderna


envolverde.com.br - 23.03.10

A antiga escola moderna

Por Josiane Benedet


Celso Antunes, mestre em ciências humanas e especialista em inteligência e cognição


Autor de mais de 180 livros didáticos, paradidáticos e pedagógicos, Celso Antunes, mestre em ciências humanas e especialista em inteligência e cognição, mostra na sua mais recente publicação, Antigüidades Modernas, a importância de o professor repensar e qualificar o seu cotidiano pedagógico. Baseado em diversas crônicas, Antunes abre espaço para que o professor faça uma análise sobre temas tradicionais, antigos e modernos da educação.

Atualmente é coordenador geral de ensino de graduação das faculdades Sant’Anna, diretor do colégio Sant’Anna Global e professor da Universidade Sênior e revela, em entrevista exclusiva à revista Profissão Mestre, porque as aulas de alguns professores ficam para sempre na memória dos alunos.

Profissão Mestre - Qual é a importância de ministrar aulas com emoção? Por que é necessário alcançar a mente do aluno pelo caminho do coração?

Celso Antunes - O professor não deve, necessariamente, estar emocionado. Não se trata, como se poderia a primeira vista pensar, que ele deve ser um ator onde externa sentimentos de aguda emoção. Se ele os externar, sem dúvida ajuda, mas não é nesse aspecto que o educar, através da emoção, se ressalta. O que se busca realçar é que toda aprendizagem significativa necessita, fundamentalmente, de cinco componentes na ação cognitiva do aluno, e um desses componentes é a emoção. Então a emoção, como os outros quarto paradigmas, é um dos fatores cruciais da aprendizagem. Isso não é um referencial desejável, é um componente essencial do processo de aprendizagem da criança, do adolescente e do ser humano de maneira geral.

PM - Além da emoção, quais são os outros componentes do processo de aprendizagem?

CA - A memória, indiscutivelmente. O professor deve conhecer estratégias para poder trabalhar a memória do aluno, claro que não uma memória mecânica, repetitiva, mas uma memória onde o aluno contextualiza, onde o aluno associe saberes novos aos que naturalmente ele possui. Além da memória, a atenção. Ele deve saber trabalhar a atenção do aluno, descobrir fórmulas para captá-la. E por fim a motivação desse aluno e fundamentalmente a linguagem. Então, esses quatro mais a emoção são componentes estruturais do processo de aprendizagem.

PM - O que é uma boa aula?

CA - Uma boa aula é aquela que contempla a intensidade com que esses elementos sejam trabalhados. Fazendo uma comparação com o quadro educativo e o quadro médico, o que seria um paciente com uma boa saúde? Seria um paciente que realmente não apresentaria, em nenhum aspecto da sua condição biológica, qualquer tipo de deficiência. Uma boa aula é aquela que, no seu aspecto cognitivo, não apresenta nenhuma deficiência desses cinco componentes.

PM - Por que as aulas de alguns professores são mais sedutoras do que outras?

CA - Há uma infinidades de razões, mas em linhas gerais, o que tenho observado é que a estratégia através da qual a aula é ministrada é um componente muito importante. A maior parte dos professores brasileiros, infelizmente, confunde aula com aula expositiva, e a aula expositiva é apenas uma maneira de dar aula. Sabendo ser colocada pode ser excelente, mas é óbvio que se o professor conhece apenas essas estratégias e em todas as circunstâncias a utiliza, é impossível que ele possa escapar da monotonia. É como o mecânico que precisa conhecer diferentes ferramentas porque a natureza do trabalho dele vai exigir em situações diferentes a oportunidade de uso diversificado e isso também ocorre com o professor. A ferramenta do professor é a aula, mas se ele tem apenas a aula expositiva como ferramenta muitas vezes isso é fator de monotonia, por isso às vezes o aluno tem um grau de motivação na primeira aula do dia que não apresenta no final do dia e assim por diante, porque há uma repetitividade de conceito nesse processo.

PM - E como o professor pode tornar a aula mais sedutora?

CA - Uma das outras formas de dar aula que ele poderá desenvolv

http://www.envolverde.com.br/materia.php?cod=70029&edt=31

Envolverde/Adital

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader