> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Boa noite
Sábado , 01 de Outubro de 2022
>> Notícias
   
 
Monolito da Deusa da Terra asteca será exibido


www.g1.globo.com - 19.05.10

Deusa da Terra asteca será exibida pela primeira vez no México

Monólito é o único que conserva cores originais, diz instituto.

Escultura, de 1502, pesa 12 toneladas e tem 4,2 por 3,6 metros.

France Presse


A Tlaltecuhtli, a deusa da Terra, o maior monólito da cultura asteca e o único colorido, será exibido pela primeira vez na metade de junho na capital mexicana após ter sido descoberto em 2006, informou nesta terça-feira o Instituto de Antropologia do México.

O monólito, datado de 1502, com um peso de 12 toneladas e um tamanho de 4,19 por 3,62 metros, "é o maior já descoberto" da cultura asteca e "a única peça escultural mexicana que conserva suas cores originais", informou o Instituto em um comunicado.


Esta peça, descoberta em outubro de 2006 quando se realizavam trabalhos de remodelação no centro histórico da Cidade do México, é maior em tamanho que a Pedra do Sol (ou Calendário Asteca), um dos monólitos mais conhecidos, e que a Coyolxauhqui, que representa a deusa da Lua.

Museu


Com ajuda de modernas gruas e com o apoio de 20 especialistas, a Tlaltecuhtli foi levada em uma operação que levou 31 horas e foi concluída na segunda-feira (17).

A deusa da Terra foi transferida do local onde foi encontrada até o Museu do Templo Maior, também no centro histórico, para ser exibida "como principal peça da exposição Moctezuma II, a partir da metade do mês de junho", indicou o Instituto.

Sob um fundo avermelhado, a Tlaltecuhtli representa uma figura feminina de corpo inteiro de cor ocre, com cabelo cacheado, de sua boca sai um jato de sangue e tem os braços flexionados para cima "em alusão de que é a deusa da Terra e que todas as criaturas voltam para ela", explica o comunicado.

Este monólito, assim como o Calendário Asteca e a Coyolxauhqui, fazia parte do chamado Templo Maior, que foi o coração da cultura asteca até a chegada dos conquistadores espanhóis em 1521.

http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2010/05/deusa-da-terra-asteca-sera-exibida-vez-no-mexico.html

France Press

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader