> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Bom dia
Sábado , 01 de Outubro de 2022
>> Notícias
   
 
DORINA NOWILL E O DIREITO DE LER


www.ultimosegundo.ig.com.br - 31.08.10

DORINA NOWILL E O DIREITO DE LER

Jorge da Cunha Lima

Conheci a Dorina Nowill desde pequeno. E ficava espantado. Como uma moça cega podia ir à escola, estudar e fazer tanta coisa? Depois casou, como qualquer um, com um advogado e tinha uma vida normal. Teve mais filhos do que os meus pais.

Mais tarde reencontrei Dorina. Já era uma líder. Queria dar aos cegos o maior instrumento de sua identidade e de sua cidadania. LER.

Ler. Fez a Fundação do Livro do Cego. Era incansável. Buscou recursos de todos os lados e depois dela o cego começou a ler no Brasil. Lutou ainda pela inserção do cego em todas as categorias da vida. Nunca fez disso política pessoal. Pensava nos outros e na sociedade.

Em toda minha vida nunca encontrei a Dorina sem que ela me reconhecesse e perguntasse dos meus pais. Nunca vi a Dorina sem um sorriso nos lábios. Por isso mesmo quase não reparava nos seus olhos. O sorriso era dominante naquele rosto cheio de esperança. Naquela vida cheia de esperança.

Foi a pessoa mais relevante que conheci. Depois dela fiquei sabendo de outras, Madre Tereza de Calcutá, Mandela etc., mas de perto foi ela mesmo.

http://colunistas.ig.com.br/jorgedacunhalima/2010/08/30/dorina-nowill-e-o-direito-de-ler/

ultimosegundo.ig.com.br

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader