> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Boa tarde
Sábado , 01 de Outubro de 2022
>> Notícias
   
 
Descoberta estrela envolta em nuvem de água


www.estadao.com.br - 03.09.10

Descoberta estrela envolta em nuvem de água superaquecida

Luz ultravioleta está gerando água no envelope de poeira em torno da estrela

estadão.com.br

O Observatório Espacial Herschel, da Agência Espacial Europeia (ESA), descobriu que luz ultravioleta pode produzir de água no espaço. De acordo com nota da ESA, essa é a única explicação para o fato de uma estrela agonizante estar envolta numa gigantesca nuvem de vapor superaquecido.

Quando astrônomos descobriram a nuvem inesperada de vapor d'água ao redor da estrela IRC+10216, em 2001, logo teve início a busca pela fonte da substância. Estrelas desse tipo são conhecidas como estrelas de carbono, e acredita-se que não gerem muita água. Inicialmente, imaginou-se que a estrela estivesse vaporizando cometas ou mesmo minúsculos planetas para criar a nuvem.

Mas os instrumentos do Herschel determinaram que a água está quente demais para ter vindo da evaporação de outros astros.

"Este é um bom exemplo de como instrumentos melhores podem mudar nossa visão por completo", disse Leen Decin, da Katholieke Universiteit da Bélgica, principal autor artigo que descreve a descoberta. O Herschel revelou que a água ao redor da estrela varia em temperatura de -200º C a 800º C, o que indica que está se formando numa região próxima demais da estrela para que possa abrigar cometas estáveis.

IRC+10216, a 500 anos-luz, é uma estrela gigante vermelha, com centenas de vezes o tamanho do Sol mas massa apenas poucas vezes maior. Ela está cercada por um envelope de poeira que absorve quase toda sua luz e reemite essa energia sob a forma de radiação infravermelha. É neste envelope que a água foi encontrada.

Os astrônomos concluíram que a luz ultravioleta de estrelas vizinhas pode penetrar fundo no envelope, e quebrar moléculas como as de monóxido de carbono e de silício, liberando o oxigênio, que então se liga ao hidrogênio, gerando água. Segundo Decin, este é o único mecanismo capaz de explicar a presença da substância.



http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,descoberta-estrela-envolta-em-nuvem-de-agua-superaquecida,604377,0.htm

Jornal O Estado de São Paulo

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader