> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Bom dia
Terça-Feira , 27 de Setembro de 2022
>> Notícias
   
 
Educação é a solução


Envolverde- Revista Digital 15.10.10


O maior sonho do jovem brasileiro está ligado à educação. É isso que aponta pesquisa realizada, em setembro deste ano, pela Data Popular. O estudo mostra também que o jovem relaciona o sucesso diretamente à formação, especialmente de qualidade. Setenta e cinco por cento concordam que ter um diploma só vale a pena se o ensino for bom.

Por outro lado, ainda são as universidades públicas que figuram entre as instituições de ensino superior com melhor avaliação. Uma pesquisa recente indica que a USP (Universidade de São Paulo) e a Unicamp (Universidade de Campinas) estão entre as 300 melhores universidades do mundo, de acordo com ranking elaborado pela consultoria QS. Nesse contexto, as classes A e B continuam sonhando com o ingresso nessas instituições, cuja concorrência deixa praticamente de fora os alunos da rede pública.

Em outra vertente, o fato da classe C já estar ocupando lugar em 22% nas escolas privadas de Ensino Fundamental e Médio, demonstra que esse grupo social enxerga no ensino particular a chance de conseguir uma vaga no ensino público superior. De acordo com pesquisas na área de educação, quando esse caminho não se realiza, os jovens da Classe C se deslocam para as universidades particulares. E nesse momento de escolha, as opções são muitas, já que 80% das Instituições de Ensino Superior (IES) são particulares.

Ainda neste aspecto, a opção pelo estabelecimento é criteriosa, diante de tantas opções, porque está claro que possuir diploma só vale se tiver qualidade, como já dito anteriormente. Então, os fatores mais importantes para escolha passam a ser a avaliação feita pelo Ministério da Educação (MEC), por meio do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) e IGC (Índice Geral de Cursos); estrutura física; experiências que a faculdade oferece (intercâmbio, empresa júnior, central de estágio etc.); currículo que indica disciplinas atuais, como sustentabilidade, estratégia e governança corporativa; e referência de professores e alunos.

Diante disso, o estudante tem condições reais de comparar e fazer uma escolha acertada. O maior desafio será, no entanto, a conclusão do curso, já que hoje o índice de desistência ao longo da graduação é de 50%. Mas isso é outra história que passa pela falta de recursos até o desinteresse.

Há de se avaliar hoje o caminho melhor, sabendo que as possibilidades existem e a viabilidade de se construir uma carreira profissional é bem maior do que no passado. O que não pode é jogar fora as oportunidades que ora se apresentam.


http://www.envolverde.com.br/materia.php?cod=82209&edt=1

Leticia Bechara - articulista

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader