> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Boa tarde
Sexta-Feira , 30 de Setembro de 2022
>> Notícias
   
 
Gasto com inscrição para vestibular


www1.folha.uol.com.br - 27.10.10

Gasto com inscrição para vestibular chega a R$ 445 em São Paulo

THIAGO AZANHA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Fazer vestibular, além de gasto de forças e energia, também pode significar dispêndio de dinheiro. O aluno que faz o Enem e os quatro grandes vestibulares de São Paulo --Unesp, Unicamp, Unifesp e USP-- gasta R$ 445 só com taxa de inscrição.

Se, nessa conta, entrarem também provas para as faculdades particulares, a despesa sobe mais. Entre os vestibulares mais procurados da cidade, tem Insper e FGV (ambos R$ 180), ESPM (R$ 130), PUC (R$ 120), Cásper (R$ 115) e Mackenzie (R$ 75).

Mas como vida de vestibulando não é fácil, é muito comum que candidatos a cursos concorridos busquem opções fora do Estado. Nesses casos, é bom mesmo preparar o bolso. Gastos com inscrição, deslocamento, hospedagem e comida podem passar dos R$ 3.000.

Para chegar a esse valor, o "Fovest" cotou preços em opções econômicas de hotéis, voos e ônibus. Para alimentação, atribuiu o valor diário de R$ 50 como custo médio.

Contabilizando apenas a viagem da primeira fase, se o aluno quiser fazer mais três vestibulares fora do Estado, como na UEM (estadual de Maringá), Uerj (estadual do Rio) e UFRGS (federal do RS), o valor chega a R$ 2.816,52.

MEDICINA

A vestibulanda de medicina do cursinho CPV Carolina de Castro Mioni, 20, tem 12 vestibulares na sua agenda de novembro a fevereiro. Além das provas em São Paulo, ela viajará para a Bahia, Minas, Paraná e Santa Catarina.

"O investimento é alto. Já gastei mais de R$ 1.000 só com inscrições na UFBA, UEM, USP, Unifesp, UFTM e outras. Mas acredito que valerá a pena com a chegada dos resultados", afirma.

André Pimentel, 24, está no terceiro ano do cursinho Etapa e quer prestar 12 vestibulares para medicina entre instituições públicas e privadas. Estima gastar mais de R$ 3.300 com inscrição, transporte e acomodação.

Entre seus destinos "fora do normal, por causa do desespero", estão Manaus (AM) e Porto Velho (RO). "É legal ver que estou tentando e correndo atrás, mesmo que longe de São Paulo. Dá mais gás no fim do ano prestar diversos vestibulares", afirma André.


André prestará vestibular até em Manaus, e estima gastar R$ 3.300 com inscrições, transporte e acomodações

ISENÇÕES

Para ajudar no custeio, as universidades concedem isenção da taxa de inscrição para alunos carentes. Mas há auxílios que vão além de não pagar a inscrição. Na UFSM (federal de Santa Maria), a instituição ajuda viajantes a achar a acomodação mais barata.

Cerca de 200 famílias da cidade, por meio de uma ação com a Coperves (Comissão Permanente do Vestibular), oferecem suas casas aos alunos a um preço acessível.

É o caso de Honório Nascimento, 62, funcionário da UFSM que, há 12 anos, abriga em casa até 30 vestibulandos na época das provas. Ele conta que começou a abrir as portas de casa ao perceber que os estudantes tinham dificuldade para se instalar na cidade no período de prova.

Segundo ele, a maioria dos estudantes são de SP, PR e SC. Cada um paga R$ 300 por casa e comida pelos três dias de prova. O anfitrião diz nunca ter tido problemas, mas que as regras são estabelecidas desde o primeiro dia. "No último dia, ofereço um legítimo churrasco gaúcho para os guris", afirma.

http://www1.folha.uol.com.br/saber/820929-gasto-com-inscricao-para-vestibular-chega-a-r-445-em-sao-paulo.shtml

folha.uol.com.br

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader