> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Boa noite
Sábado , 01 de Outubro de 2022
>> Notícias
   
 
Biblioteca de S.Paulo homenageia Carolina de Jesus


www.saopaulo.sp.gov.br - 08.11.10

Biblioteca de São Paulo homenageia escritora Carolina de Jesus

Exposição de fotos e bate-papo recriam trajetória da escritora para celebrar o Mês da Consciência Negra

A Biblioteca de São Paulo, espaço cultural do Governo administrado em parceria com a Poiesis - Organização Social de Cultura, programou dois eventos para contar a história de Carolina Maria de Jesus (1914-1977), migrante mineira que viveu na extinta favela do Canindé, zona norte paulistana, e retratou o cotidiano dos favelados em Quarto de Despejo, livro traduzido para mais de 13 línguas e que, em 2010, completa 50 anos de publicação.

Uma exposição com 20 imagens feitas pelo fotógrafo Diego Balbino, que abre nesta terça-feira, 9 e ficará em cartaz até o dia 23 de novembro, mais um bate-papo com a equipe do AfroeducAÇÃO, na quarta-feira, 10, às 19 horas, formam o projeto Carolineando.

A ideia do projeto é conversar com o público sobre a importância de Carolina de Jesus, autora de outros três livros - Casa de Alvenaria (1961), Provérbios e Pedaços da Fome (1963) e Diário de Bitita (1982) - para a literatura nacional e também sobre o processo de produção das fotos, que recriam o enredo da obra mais famosa de Carolina a partir de imagens de mulheres negras e pobres coletando materiais reaproveitáveis do lixo em diferentes ruas da capital e também na Coopamare, uma cooperativa de catadores majoritariamente feminina. "A maior dificuldade foi captar imagens de mulheres que, por estranhamento e vergonha, se escondiam da câmera", adianta Diego. "Levei alguns dias até criar vínculo e fazer fotos mais espontâneas. A descoberta das personagens foi o que me deu vontade de seguir com o trabalho", completa o fotógrafo.

O Carolineando pretende ampliar a visão que se tem do catador de papel, fazendo com que as pessoas passem a considerar a importância desse profissional perante o problema do descarte de lixo em um grande centro urbano partindo do reconhecimento a Carolina. "Queremos dialogar com todas as pessoas, mas principalmente com crianças, adolescentes e jovens", diz a jornalista Paola Prandini, do AfroeduAÇÃO.

Saiba mais

Carolina de Jesus é natural de Sacramento (MG). Nasceu em 14 de março de 1914 e faleceu no dia 13 de fevereiro de 1977. Aos 33 anos, em 1947, quando o contingente de moradores de favelas em São Paulo se aproximava dos 50 mil, Carolina mudou-se para a extinta favela do Canindé, na zona norte, e trabalhou como doméstica, porém, não se adaptando a função, passou a trabalhar como catadora de papel - cargo que exerceu até sua morte.

Semi-analfabeta, negra e favelada, Carolina foi mãe de três filhos e nunca se casou. Apesar de tais condições, a paixão dela pela escrita e leitura foi tamanha que passou a dividir seu tempo entre cata papel, cuidar dos filhos e escrever. Lançado pela Livraria Francisco Alves em agosto de 1960, Quarto de Despejo ganhou oito edições no mesmo ano, tendo mais de 70 mil exemplares vendidos na época.

AfroeducAÇÃO e Diego Balbino

Criado para divulgar o trabalho desenvolvido pelas jornalistas Cinhtia Gomes e Paola Prandini, o site AfroeducAÇÃO promove oficinas de capacitação "educomunicativa" tendo como objetivo disseminar entre educadores dos Ensinos Fundamental e Médio em escolas públicas e privadas a Lei 11.645/08, que prevê o ensino de História e Cultura Africana, Afro-Brasileira e Indígena nas salas de aula. Além de Cinthia e Paola, formadas na Faculdade Cásper Líbero, o AfroeducAÇÃO também conta com o apoio pedagógico de Shirley Diniz, professora licenciada em Letras. Mais informações: www.afroeducacao.com.br.



Diego Balbino é formado pela Escola Livre de Fotografia de Diadema, e atua como fotógrafo há 11 anos, tendo como foco as áreas de Fotografia Social e Processos Alternativos. Professor do Espaço da Fotografia e do Senac, Diego ministra oficinas na Casa do Olhar de Santo André e no Centro de Referência da Juventude da mesma cidade.

Serviço
Carolineando
Exposição 'Carolinas'
De 9 a 23 de novembro

Bate-papo 'Carolineando'
Dia 10 de novembro, às 19

http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=212602&c=6&q=Biblioteca+de+São+Paulo+homenageia+escritora+Carolina+de+Jesus

Biblioteca de São Paulo

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader