> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Boa noite
Domingo , 25 de Setembro de 2022
>> Notícias
   
 
Brasileiros: ciência interessa mais do que esporte


www.envolverde.com.br - 18.01.11

Ciência interessa mais aos brasileiros do que esportes

Por Érica Montenegro, da Secretaria de Comunicação da UnB


Pesquisa do Ministério da Ciência e Tecnologia revela que 65% dos entrevistados estão interessados em ciência, enquanto 62% querem saber sobre esportes.

Os brasileiros se interessam mais por ciência do que por esportes. A afirmação que contradiz o senso comum está em pesquisa patrocinada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia. De acordo com o estudo, 65% dos entrevistados declararam estar muito interessados ou interessados em informações sobre ciência, enquanto 62% querem saber sobre esportes.

No topo da lista de interesses estão os assuntos correlatos à ciência: medicina e saúde (81%) e meio ambiente (83%). “Os resultados mostram que a ciência está entre as prioridades da população”, comemora Ildeu de Castro Moreira, diretor do Departamento de Popularização e Difusão da Ciência do MCT. Apesar de ocupar a maioria do espaço nos veículos de comunicação tradicionais, o tema política é o que menos interessa aos brasileiros: apenas 29% dos respondentes declarou estar muito interessado ou interessado no assunto.

A pesquisa ouviu 2.016 pessoas em todo país entre junho e julho do ano passado. “A metodologia adotada permite que os resultados sejam extrapolados para a população”, explica Ildeu de Castro Moreira. A margem de erro é de 2,18%.

CIÊNCIA DO BEM - O estudo também procurou avaliar a percepção dos brasileiros sobre ciência e tecnologia. Questionados sobre a capacidade da ciência de trazer benefícios ou malefícios, 38,9% dos entrevistados disseram que ela só traz benefícios, enquanto 42,3% afirmaram que ela mais ajuda que prejudica. Outros 14% disseram que a ciência é capaz de trazer tanto benefícios quanto malefícios.

“O brasileiro é otimista quanto ao progresso científico, mas, também, mostrou ser crítico quanto ao papel dos cientistas”, pondera Ildeu de Castro Moreira, do MCT. Metade dos respondentes concordou com a afirmação "Por causa do conhecimento, os cientistas têm poderes que os tornam perigosos". Já 66% defenderam que "As autoridades devem obrigar legalmente os cientistas a seguirem padrões éticos".

Veja íntegra da pesquisa: (http://www.museudavida.fiocruz.br/media/enquete2010.pdf)



(Envolverde/UnB Agência)



© Copyleft - É livre a reprodução exclusivamente para fins não comerciais, desde que o autor e a fonte sejam citados e esta nota seja incluída.


http://www.envolverde.com.br/materia.php?cod=85614&edt=19

Secretaria de Comunicação da UnB

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader