> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Boa tarde
Sexta-Feira , 30 de Setembro de 2022
>> Notícias
   
 
Como fica a bibloteca escolar na era da tecnologia


www.aomestre.com.br - 02.02.11

Como fica a bibloteca escolar na era da tecnologia?


A reinauguração da Biblioteca Mário de Andrade, no centro de São Paulo, pode ser um momento oportuno para reflexão sobre a mudança de perspectiva em relação a esse ambiente tão escolar, principalmente em função da torrente tecnológica a que estamos submetidos. Nesse cenário, qual é o futuro do livro? IPad? Palm TX? Ou Kindle? A leitura de livros em equipamentos eletrônicos, apesar de incômoda para alguns, já é fato. O livro em papel está longe de acabar, mas cada vez mais encontramos novas formas de ler e fazer literatura. Além disso, qual o papel do bibliotecário nesses dias?

Com tanta tecnologia, há de se perguntar como as escolas vêm se adaptando a essa nova realidade. Em São Paulo, já temos exemplos de instituições educadoras que, mesmo tendo o livro como protagonista, transformaram esse vital espaço escolar em algo que está muito além do que simplesmente um local onde se acham os livros, mas alia-se tecnologia à tradição.

No Colégio Pentágono, em São Paulo, mais do que uma biblioteca, os alunos contam com duas Estações do Conhecimento, em que a dupla Liliani Araújo e Marília Lemos são as infoeducadoras. "Nosso trabalho é atender à necessidade de trabalhar novas mídias em um espaço que dialogue com o livro", explica Araújo.

Uma das estações é destinada aos alunos de educação infantil. Tudo nela é desenhado em função das crianças: o mobiliário, a classificação dos livros, a altura das estantes. "O próprio espaço é um convite para criar, imaginar e viajar na leitura e na escrita".

Já para os alunos de ensino fundamental e médio, o espaço multimídia possibilita as pesquisas na internet, oferece locais para trabalhos em grupo, além de outras mídias como dvds e cds e, claro, acesso a muita literatura.

O perfil do profissional que trabalha na biblioteca escolar também é outro. Os infoeducadores, como são chamados no Pentágono, são educadores versáteis que viram contadores de histórias, tocadores de instrumentos e verdadeiros agitadores culturais no ambiente escolar, que promovem, além do incentivo à leitura, a interação entre os estudantes, a ludicidade e o uso das diversas linguagens existentes.

A biblioteca tem que ser um ambiente vivo e dinâmico, que trabalhe de forma articulada com as disciplinas do currículo escolar. É com essa proposta que o Colégio I.L.Peretz, zona sul de São Paulo, planejou sua midiateca. "A tecnologia permite transpor as barreiras físicas e usar o serviço da informação com uma nova perspectiva. Daí o fato de outros nomes se agregarem a este tipo de profissional: midiatecário, cibertecário, gestores da informação, arquitetos da informação entre outros", diz Heber Terra Ferreira, responsável pela midiateca do Peretz.

Para Heber, a informação é um dos pontos centrais do processo de aprendizagem e, por isso, a midiateca busca oferecer informações sobre todas as disciplinas, seja com os livros da bibliografia básica de cada série, seja utilizando outros meios de divulgação, como o mural de informações, batizado de "Muralteca", e o Blog, chamado de "Blogteca". A integração da midiateca com o projeto pedagógico é possível graças ao trabalho conjunto da diretoria e com o corpo docente. "Além disso, a Midiateca possibilita aos professores e aos alunos a utilização de alguns espaços especiais, como sala de trabalho em grupo e auditório. Estes espaços estão disponíveis para aulas, nas quais é possível a utilização de tecnologias como ferramenta de ensino e aprendizagem, tais como computadores conectados à internet, webcam, máquinas fotográficas digitais, aparelhos de DVD e vídeos, lousa digital e televisor conectado à TV a cabo", acrescenta

http://www.aomestre.com.br/liv/fiquesabendo.htm

Brasil Escola

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader