> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Boa noite
Terça-Feira , 21 de Novembro de 2017
>> Notícias
   
 
Fórum defende energias limpas como alternativa


www.ultimosegundo.ig.com.br - 25.03.11

Fórum amazônico defende energias limpas como alternativa econômica e segura

Evento sobre sustentabilidade começou hoje em Manaus

EFE

Os países que apostam no desenvolvimento de energias alternativas garantirão seu futuro econômico ao deixar de depender do petróleo e eliminarão os riscos de sofrer um desastre nuclear, destacaram nesta quinta-feira vários conferencistas no II Fórum Mundial de Sustentabilidade, realizado em Manaus.

"A aposta por energias limpas dará segurança econômica perante a constante alta do petróleo e evitará desastres nucleares como o do Japão", disse o ator e ex-governador da Califórnia (EUA) Arnold Schwarzenegger em referência à crise que ocorre na usina nuclear de Fukushima após o terremoto e posterior tsunami do dia 11 de março.

No evento, Schwarzenegger fez um apelo para que os governantes conciliem o desenvolvimento econômico com a preservação do meio ambiente, e encorajou o Brasil a aproveitar suas condições meteorológicas para liderar a produção de energia solar no mundo.

"Na campanha eleitoral de 2003, quando era candidato a governador, as pessoas riam de mim quando prometia que iria preservar a economia e o meio ambiente ao mesmo tempo", afirmou Schwarzenegger perante um auditório formado por representantes políticos, empresariais e ecologistas.

Em sua conferência, o ator e político americano declarou que na Califórnia, estado que governou por oito anos, o setor das energias alternativas cresce anualmente dez vezes mais do que qualquer outro.

"Entre o legado que deixei na Califórnia durante meus dois mandatos está a construção da maior usina de energia solar do mundo", afirmou.

Schwarzenegger insisitu sobre a necessidade de impulsionar este campo econômico nos Estados Unidos, um país onde uma de cada seis crianças sofre de problemas respiratórios causados pela contaminação e 100 mil pessoas morrem a cada ano por doenças relacionadas com esse fator ambiental.

Schwarzenegger elogiou o "grande progresso" experimentado pelo Brasil em sua aposta por desenvolver fontes de energias alternativas aos combustíveis fósseis a partir da cana-de-açúcar, da qual se obtém o etanol, e acrescentou que o país dispõe de uma "oportunidade histórica" para erradicar o uso dos carburantes que mais contaminam o ambiente.

No entanto, alertou sobre os "problemas" ambientais que existem na floresta tropical brasileira e encorajou o país a aproveitar seu crescimento econômico para "marcar a linha" meio ambiental que deve ser seguida pelo resto do mundo.

O diretor de cinema James Cameron, também participante no fórum, concordou com Schwarzenegger ao alertar que o Brasil e o resto do mundo deverão enfrentar "a maior crise humanitária da história" se não apostarem em um desenvolvimento sustentável através de políticas públicas que abrandem as consequências do aquecimento global.

"O Brasil, como grande potência, deve lutar para solucionar os problemas ambientais que existem no país e na floresta tropical, se quer seguir desempenhando um importante papel no mundo", disse o premiado diretor em entrevista coletiva.

Cameron, que abraçou a causa da defesa da Amazônia, acrescentou que é necessário criar um "herói" que sirva como referência a fim de que a sociedade reconheça que existe uma "crise de sustentabilidade".

Contrário à construção da usina hidroelétrica de Belo Monte, em Rondônia, posição que no ano passado defendeu com ímpeto neste evento, o cineasta reconheceu que talvez tenha sido "um gringo arrogante que tentou influenciar em um debate brasileiro".

Sobre este tema, o senador Eduardo Braga propos que as empresas que se beneficiam da floresta reinvistam nela parte de seus lucros para preservar as condições de vida das comunidades locais.

O governador do Amazonas, Omar Aziz, também se mostrou preocupado com o futuro da floresta, e alertou que a "ânsia" por melhoras no número de postos de trabalho na região podem prejudicar a conservação da mata. EFE alm/id

http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/meioambiente/forum+amazonico+defende+energias+limpas+como+alternativa+economica+e+segura/n1238189828003.html

EFE

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader