> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Programa Sala de Leitura
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Bom dia
Domingo , 16 de Dezembro de 2018
>> Notícias
   
 
Site criacionista se contrapõe à Wikipédia


Publicado pelo Site do Jornal O Estado de São Paulo em 12/03/2007

Site criacionista se contrapõe à Wikipédia
Verbetes do Conservapedia rebatem teoria de Darwin

Christian Stöcker, HAMBURGO

“Os cangurus, como todos os animais modernos, se originaram no Oriente Médio e são descendentes de dois membros fundadores do moderno baramin canguru que foram transportados na Arca de Noé antes do Dilúvio.” A frase acima foi extraída de uma enciclopédia que pretende ser séria: a Conservapedia. Seguindo os moldes da Wikipédia (enciclopédia eletrônica e interativa, site), trata-se de mais um lance de fundamentalistas cristãos na concorrência com o ensino científico nas escolas.

“Baramin” é um termo que indica uma linhagem dos primórdios da vida. Para os criacionistas, é resultado da ordem direta de Deus e corresponde mais ou menos ao termo secular “espécie”. Mas, diferentemente do conceito que se baseia nas teorias de Darwin, baramins não se transformam em outros baramins.

A Conservapedia é, em síntese, a resposta dos cristãos fundamentalistas à Wikipédia. É uma tentativa de abalar a suposta hegemonia que os teóricos evolucionistas têm na internet quando se trata de explicar a origem dos seres vivos.

O projeto religioso tem até uma irmã mais velha - a CreationWiki (creationwiki.org) - que dissemina crenças como “Deus criou os seres humanos separadamente dos animais há menos de 10 mil anos”. Segundo eles, a teoria da evolução é “ensinada como um fato nas escolas financiadas com os impostos pagos pelas pessoas que discordam desses pontos de vista”.

Entre os verbetes da Conservapedia, é possível encontrar um com o título “As Cruzadas: boas ou ruins?” Muitos são extremamente curtos. Procure “Monte Sinai” e você será informado concisamente de que se trata do monte no qual Moisés recebeu os Dez Mandamentos.

A Conservapedia foi criada pelo advogado Andy Schlafly e por 58 alunos de escolas de ensino médio em novembro do ano passado. Ele acredita que o mundo precisa de “uma fonte de informação sem os defeitos da Wikipédia”. Ele considera o site “uma necessária alternativa à Wikipédia, que é cada vez mais anticristã e antiamericana”. Dedica uma página a “Exemplos de como a Wikipédia é tendenciosa”. E calcula que a enciclopédia gratuita é “seis vezes mais liberal do que a população americana”.

MUSEU DA CRIAÇÃO

A iniciativa vem se juntar ao Museu da Criação, em Cincinnati, no Estado americano de Ohio. Com inauguração marcada para junho, o projeto custou US$ 27 milhões. “Provamos que a teoria da evolução está errada e que a ciência confirma a Bíblia”, diz Mark Looy, um dos fundadores.

Os criacionistas repudiam a teoria da evolução de Darwin e negam que o mundo tenha sido originado pelo Big Bang. Sua convicção é de que a Terra foi criada instantaneamente a partir de ordens de Deus, em seis dias, há menos de 10 mil anos. Suas posições em cosmologia derivam de uma hermenêutica radical - entendem que todo e qualquer texto bíblico tem de ser interpretado literalmente.

DER SPIEGEL


http://www.estado.com.br/editorias/2007/03/12/ger-1.93.7.20070312.2.1.xml

Jornal O Estado de São Paulo

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





Clique aqui para baixar o Acrobat Reader