> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Café Cultural
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Bom dia
Terça-Feira , 21 de Outubro de 2014
>> Ambientes de Aprendizagem
   
 
Subsídios para a organização do trabalho docente

Cipriano Carlos Luckesi


Neste texto, Cipriano Luckesi discute o processo ensino-aprendizagem e utiliza-se de vários conceitos teóricos - alguns piagetianos - com o objetivo de auxiliar o professor na organização de seu trabalho. Leia a seguir alguns destes conceitos e outras considerações do autor:

Clique aqui para ler o texto na íntegra. Para isso você precisa ter o programa Acrobat Reader. Para instalá-lo, clique aqui.

"... para um exercício organizado da prática docente, importa:
· ter clareza da direção que a sociedade dá à prática educativa;
· proceder a uma crítica dessa direção, verificando tanto se ela nos satisfaz ou não como as razões desse entendimento;
· definir a direção que efetivamente desejamos dar à nossa prática."

"...assumimos que o fim político da ação educativa crítica é trabalhar no sentido de que todos os cidadãos tenham acesso e permanência dentro do processo escolar, sendo-lhes garantida uma aprendizagem satisfatória e significativa dos conteúdos científicos e culturais, sistematizados através dos currículos. Todo cidadão tem direito de acesso aos conhecimentos e habilidades necessários a viver bem nesta sociedade."

"A aprendizagem ativa é aquela que é construída pelo educando a partir de sua interação com os conteúdos socioculturais. (...) exige também um ensino ativo. O educador, ao trabalhar com seus educandos, deverá estar atento para propor conteúdos e atividades que lhes possibilitem aprender pela ação."

"A aprendizagem deve, ainda, ser inteligível. O conhecimento que se adquire deverá possibilitar a iluminação da realidade; deverá possibilitar que o educando penetre nos mistérios e nas conexões com a realidade, desvendando-os. Assim, no conhecimento adquirido, é preciso que o educando obtenha um instrumento de compreensão da realidade."

"Por 'assimilação receptiva' entendemos a recepção atenta e inteligível que o educando tem de um conhecimento, de um princípio, de uma análise elaborada. O educando é receptivo, mas não passivo.(...) O receptor está ativo enquanto recebe."

"O docente, em sua atividade intencional, deverá organizar o seu trabalho, tendo em vista executar mediações que conduzam à consecução dos objetivos estabelecidos. Se se tem como meta o trabalho pela democratização da sociedade e se se compreende que esta não pode ocorrer sem que os sujeitos possuam sua independência, importa que o educador, como profissional que tem claro que o setor da Educação é uma das mediações sociais que podem servir à luta pela democratização, deverá ter conhecimentos dos fins a serem obtidos, assim como dos princípios e meios científicos e tecnológicos disponíveis para a obtenção do que se traçou como resultado final de seu trabalho."

Publicação: Série Idéias n. 11. São Paulo: FDE, 1991
Páginas: 88-103

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





 Download do      arquivo

Clique aqui para baixar o Acrobat Reader

 A perspectiva de Jean Piaget
 LUCKESI, Cipriano C.
 Jean Piaget