> Sistema Documentação
> Memorial da Educação
> Temas Educacionais
> Temas Pedagógicos
> Recursos de Ensino
> Notícias por Temas
> Agenda
> Café Cultural
> Publicações Online
> Concursos & Prêmios
> Diário Oficial
> Fundação Mario Covas
Boa noite
Terça-Feira , 21 de Outubro de 2014
>> Ambientes de Convivência
   
 
A violência na escola: a percepção dos alunos e professores

Aída Maria Monteiro Silva

A seguir, algumas questões para sua reflexão. Na sua escola:
- Todas as pessoas (alunos, funcionários, professores, pais...) são respeitadas?
- Os professores têm se atualizado, visando um ensino de qualidade?
- Os temas da violência e dos direitos dos cidadãos fazem parte integrante do currículo escolar?
- A escola oferece palestras e cursos sobre o tema da violência? Esses eventos têm contado com a participação da família e da comunidade?
- As diferentes opiniões são respeitadas ?
- As famílias têm assumido o seu papel na formação de seus filhos?
- As expressões dos alunos sobre as mais variadas situações têm sido incentivadas?
Se você respondeu sim à maioria das perguntas, ótimo! Sua escola exercita parte das sugestões de alunos e professores que participaram da pesquisa realizada pela autora desse texto, que discute a questão da violência na escola em busca de soluções criativas e coletivas.

Clique aqui para ler o texto na íntegra. Para isso você precisa ter o programa Acrobat Reader. Para instalá-lo, clique aqui.

"A questão da violência e as violações dos direitos humanos no Brasil, especialmente as que atingem a vida e a integridade física dos indivíduos, além de serem amplamente divulgadas na sociedade em geral, aparecendo com bastante ênfase nos meios de comunicação de massa, constituem-se, segundo as pesquisas de opinião pública, em uma das maiores preocupações da população nas grandes cidades."

"Esta negação dos direitos fundamentais à maioria da população brasileira encontra explicação no modelo econômico e social excludente, que apresenta grandes disparidades quanto ao acesso da população aos bens sociais, caracterizando-se como uma sociedade que apresenta uma das piores distribuições de renda do mundo. A convivência dos indivíduos, em extrema desigualdade social, certamente é um dos fatores que muito contribuem para a degradação do comportamento humano."

"É preciso que trabalhemos um novo formato de prática pedagógica, em que a escola passe a ser, de fato, local de aprendizagem, de uma nova cultura, a da aprovação e da formação da cidadania, entendida como a materialização dos direitos sociais a todos os cidadãos."

Publicação: Série Idéias n. 28. São Paulo: FDE, 1997
Páginas: 253-267

Para mais informações clique em AJUDA no menu.

 





 Download do      arquivo

Clique aqui para baixar o Acrobat Reader